Contato:

CONTATO: vereadorajanaina@gmail.com - 99776041

quarta-feira, 30 de abril de 2014

JANAINA FURTADO VEREADORA: CRIANÇAS SÃO ANJOS


As crianças são anjos que alegram as nossas vidas...
Com apenas um sorriso, são capazes de fazer toda nossa tristeza ir embora...
Com sua alegria, nos contagiam e nos fazem acreditar que precisamos tão pouco, para sermos felizes...
Crianças são doces....
São sinceras...
Sabem perdoar...
Nos comovem com seus gestos de solidariedade...
Com a facilidade com que fazem novas e sinceras amizades....
Crianças são sinônimo de vida...
De esperança...
De amor..

JANAINA FURTADO

terça-feira, 29 de abril de 2014

JANAINA FURTADO VEREADORA: INSCRIÇÕES PARA O FESTIVAL GOSPEL SE ENCERRAM NESTA QUARTA FEIRA

Inscrições até quarta feira 30/04
Os cantores e cantoras que desejam participar do Festival de Música Gospel em Tarauacá podem efetuarem suas inscrições na Sede do Sinteac e Na Rádio Nova Era FM. O prazo se encerrará na próxima quarta feira e não será prorrogado. Lembrando que o festival é de interpretação e cada pessoa interessada deve observar o regulamento abaixo, antes de se inscrever.

REGULAMENTO

1 - DO FESTIVAL
a) O Festival de Musica Gospel de Tarauacá é um evento exclusivo de arte e destina-se aos artistas cantores e cantoras das diversas igrejas, intérpretes da música cristã e pretende buscar a união de todos em prol do cumprimento da missão da igreja através da arte, criando oportunidades para os talentos da música evangélica local;
b) Busca incentivar a arte da música e promover integração dos artistas e membros de diferentes igrejas;
2 - DOS PARTICIPANTES:
a) Poderão participar do Festival, cantores, cantoras ou grupos de grupos de louvores, desde que inscritos regularmente dentro dos critérios estabelecidos por este regulamento e não haverá limite do numero de participantes;
b) Caso haja um número excessivo de participantes será realizada uma audição eliminatória, ficando apenas 15 (quinze) inscritos para a eliminatória final;
c) Cantores e cantoras menores de 18 anos deverão se apresentar com autorização de seus pais ou responsáveis devidamente fornecidas pelos órgãos de defesa dos direitos das crianças e adolescentes;
d) O festival não é de calouros e, portanto, destina-se aos artistas com certa experiência em apresentações pelo menos em suas igrejas;
3 - DAS INSCRIÇÕES:
a) As inscrições poderão ser realizadas no período de 21 a 30 de abril, das 8 às 17h no espaço do Ponto de Cultura de Tarauacá localizado ao lado da Rádio Comunitária Nova Era FM.
b) Poderão inscrever-se todos os cantores, cantoras ou grupos de louvores interessados em participar do evento preenchendo a ficha de inscrição que deverá ser cedida pela organização ou baixada pela internet.
c) No ato da inscrição o candidato ou candidata interessada deverá disponibilizar para a comissão uma cópia impressa da letra da canção que irá interpretar, bem como a identificação de seus autores e intérpretes e, ainda uma cópia em mídia PEN DRIVE (word) e outra em áudio (mp3);
4 - DOS INSTUMENTISTAS – BANDA BASE
1) A Comissão Organizadora do Festival disponibilizará um grupo de músicos instrumentistas para realizar os ensaios e também fazer uma prévia avaliação dos intérpretes sob sua condição de participação no festival;
2) Os ensaios serão realizados em local e horário a ser definido pela comissão;
3) Os artistas que dispõem de músicos instrumentistas e espaço alternativo para ensaios, poderão fazê-lo separadamente com prévia comunicação à comissão;
5 - DA COMISSÃO JULGADORA:
a) Os jurados serão escolhidos entre pessoas que tenham experiência e conhecimento em musicalidade;
b) As análises das músicas terão caráter técnico e serão avaliados os seguintes critérios com notas de 5 a 10:
A) Afinação
B) Ritmo
C) Interpretação
D) Timbre vocal
E) Dicção 
6 - CONSIDERAÇÕES GERAIS:
a) A Organização do Festival de Música Gospel será responsável pelo equipamento de som e organização do evento, bem como o fornecimento dos instrumentos musicais;
b) Os intérpretes cedem todos os direitos de reprodução e utilização de som e/ou imagens ao Festival como fonte de divulgação e promoção do evento. (o preenchimento da “carta de autorização/cessão de uso” é obrigatório);
c) A efetivação da inscrição pelos concorrentes no festival implicará na aceitação de todas as normas contidas neste regulamento;
d) A mesa de jurados poderá ser alterada, sem prévia comunicação, por profissionais da mesma categoria;
e) A eliminatória final será realizada em local e data a ser definida pela comissão organizadora do evento;
f) A decisão do corpo de jurados, por ocasião do evento, será soberana, não cabendo contestação à mesma;
g) Os casos omissos neste regulamento serão decididos pela Comissão Organizadora do Festival.

Promoção: RÁDIO COMUNITÁRIA NOVA ERA FM E SINTEAC
Apoio: GABINETE DA VEREADORA JANAINA FURTADO, IGREJAS DE TARAUACÁ, SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA, GALPÃO DE CULTURA E GOVERNO DO ACRE (SEDENS)

segunda-feira, 28 de abril de 2014

JANAINA FURTADO VEREADORA: DEPOIS DE 12 ANOS, PREFEITURA REALIZA NOVO CONCURSO PÚBLICO

muitos inscritos no concurso
O concurso é a porta de entrada para o serviço publico de forma justa e legal. Prestar um concurso é sempre um grande desafio que exige dedicação aos estudos, raciocínio lógico, poder de concentração e também muita sorte. 

milhares de pessoas inscritas
Neste domingo, 27 de abril, a Prefeitura de Tarauacá realizou, depois de 12 anos, o tão esperado concurso público para contratação permanente de servidores em diversas áreas, num total de 150. As ruas de Tarauacá ficaram movimentadas com o deslocamento de cerca de três mil pessoas para os diversos locais de realização das provas. 

O prefeito Rodrigo Damasceno visitou alguns locais para desejar sorte aos inscritos e deu a seguinte declaração numa rede social: "Após mais de 12 anos de Espera... logo mais, das 14 às 18h, começam as Provas do Concurso Público Municipal em Tarauacá! Desejo que todos os participantes tenham calma e que consigam fazer o seu melhor! Boa Prova à Todos!!!"

Agora, a nova expectativa é pela divulgação do resultado.

Veja o que diz o edital AQUI

Matéria do Blog do Accioly

domingo, 27 de abril de 2014

JANAINA FURTADO VEREADORA: PARABÉNS AOS ORGANIZADORES DA AÇÃO GLOBAL EM TARAUACÁ

Janaina Furtado
Ontem (sábado) fui participar da Ação Global, realizada em Tarauacá, promovida pelo SESI em parceria com a Rede Globo, Prefeitura, Fieac, Senai e outros colaboradores. Presenciei muitas ações de caráter social em benefício do povo.

Parabéns aos organizadores.

JANAINA FURTADO


sexta-feira, 25 de abril de 2014

JANAINA FURTADO VEREADORA: ESTUDANTE PEDE AJUDA PARA ESTUDAR EM RIO BRANCO

Jonathan Maciel Soares
Nesses dias eu e a Vereadora Janaina Furtado recebemos em nossa casa o jovem Jonathan Maciel Soares, 20 anos, nascido e criado no Bairro Senador Pompeu, popularmente conhecido como "Bairro da Praia", filho de Marleide Freire Maciel (desempregada) e José Francisco(Professor) - pais separados.

A sua história é incrível.

Em 2011, foi classificado no ENEM para estudar História na UFAC;
Em 2012, foi classificado no ENEM para estudar Inglês na UFAC;
Em 2013, foi classificado no ENEM para estudar Química na UFAC;
Já foi classificado também para estudar engenharia do Petróleo na UFAM - Universidade Federal do Amazonas.

Em 2011 e 2012 ele perdeu de fazer os cursos por não ter reunido condições financeiras de custear suas despesas para estudar em Rio Branco. 

Dentro de 20 dias ele deve se apresentar na UFAC para começar o curso de Química. Jonathan precisa de ajuda financeira para pagar aluguel e também se manter nas despesas pessoais. 


Vamos ajudá-lo
O que ele mais sonha no momento é poder iniciar o curso e depois conseguir um trabalho para que ele mesmo possa se manter com o resultado do próprio esforço. Estamos colaborando para que ele não desista do curso.

Perguntado se procurou ajuda na prefeitura, Jonathan disse que foi várias vezes tentar falar com o prefeito mas nunca foi recebido. 

Quem se sensibilizar com a história do garoto e quiser ajudá-lo faça contato direto com ele. 99057171

Escrito por Accioly Gomes

quinta-feira, 24 de abril de 2014

JANAINA FURTADO VEREADORA: PARABÉNS TARAUACÁ

Janaina Vereadora
Desejo sucesso ao povo em sua luta diária pela sobrevivência  e, para a nossa cidade, que seja melhor cuidada pelos seus governantes.

Contem comigo nessa caminhada.

JANAINA FURTADO

quarta-feira, 23 de abril de 2014

JANAINA FURTADO VEREADORA: INFORMAÇÕES IMPORTANTES SOBRE O CONCURSO PUBLICO DA PREFEITURA

Janaina Furtado
Quero aqui desejar boa sorte para os mais de 3.000 concorrentes a uma vaga no concurso público da Prefeitura de Tarauacá.

Algumas informações importantes.


DATA DO CONCURSO: 27 de abril, próximo domingo
VAGAS: 150
NÍVEIS: Fundamental incompleto, médio e superior
SALÁROS: Entre R$ 725,33 e R$ 1.924,71
HORÁRIOS DAS PROVAS: Das 14 às 18h
HORÁRIO EM QUE OS PORTÕES SERÃO FECHADOS: 13:40H
MATERIAL DO CANDIDATO: Caneta esferográfica de tinta azul ou preta e de corpo transparente, documento de identidade original e cartão de informação. 
LOCAIS DAS PROVAS: Veja AQUI

JANAINA FURTADO

segunda-feira, 21 de abril de 2014

JANAINA FURTADO VEREADORA: INSCRIÇÕES PARA O FESTIVAL GOSPEL COMEÇAM HOJE


Começam hoje e se estendem até o dia 30 de abril, as inscrições para cantores e cantoras participarem do Festival de Música Gospel de Tarauacá, a ser realizado dia 21 de junho. 

Os interessados devem procurar a Rádio Comunitária Nova Era FM nos horários de 8 às 11 e das 14 às 17h.

Antes de procurar inscrião, leia o regulamento do festival que pode ser acessado AQUI

domingo, 20 de abril de 2014

JANAINA FURTADO VEREADORA: ESCLARECIMENTOS SOBRE MINHA PARTICIPAÇÃO NA COMISSÃO DO CONCURSO PÚBLICO

Janaina Furtado
Gostaria de esclarecer à sociedade Tarauacaense algumas informações sobre minha participação, como representante da Câmara de Vereadores, na Comissão do Concurso Público da Prefeitura.

Quando fui nomeada para compor a Comissão do Concurso, me senti lisonjeada por poder assumir a responsabilidade de representar meus colegas vereadores e o Poder Legislativo, num concurso público efetivo depois de 10 anos. Participei de todas as reuniões, ajudando nos debates sobre a organização do certame, com sugestões e ações, proposições e outras tarefas. A comissão foi composta por mim Janaina Furtado, o presidente do Sinteac,  Professor Eurico Paz e três secretário municipais, Gilcélio Acioli, Edmundo Maciel e Dilvo Bareta.

Quando surgiram as críticas contra o concurso nas ruas, nas redes sociais e no parlamento, as pessoas afirmando que não haveria concurso e que a prefeitura estaria somente enganando a população, não tive dúvidas e me posicionei firmemente contrária aos críticos, pois, tinha certeza que a realização do mesmo era irreversível.

No parlamento, pasmem os senhores e as senhoras, até alguns vereadores da "Base do Prefeito", desconfiados, faziam discurso contrários ao concurso. Sem falar os chamados de oposição que bateram o pé, aumentavam o tom da voz e realizaram até ato público afirmando que tudo não passava mais uma mentira do prefeito. Como representante da câmara na comissão, muitas vezes me senti desrespeitadas pelos próprios colegas por conta da minha defesa do concurso.

Havia combinado com o presidente do Sinteac e outros membros do movimento social, que se houvesse uma decisão do prefeito em cancelar o concurso iríamos mobilizar a população e tomaríamos, de fato, as ruas de Tarauacá em um grande protesto, sem falar nas ações que iríamos encaminhar na justiça. Eu não tinha dúvidas que o concurso iria ser realizado.

Minha defesa não era do prefeito como alguns chegaram a afirmar. Eu pensei na população. Eu sabia que essa era a chance de realizar esse tão esperado concurso. 

Pela falta reuniões da comissão e muitas cobranças por parte da população, resolvi telefonar para o prefeito  e saber sobre o concurso. Para minha surpresa ele já estava em Rio Branco para assinatura do contrato com a UFAC-FUNDAP, e meio sem graça, ainda,  me convidou para uma reunião no mesmo dia as 3 horas da tarde em Rio Branco, sabendo que não era possível minha presença

Quando as coisas se definiram e a prefeitura contratou a instituição para realizar o processo seletivo, o Prefeito Rodrigo Damasceno num gesto mesquinho, ignorou a comissão, tomou à frente de tudo, decidiu com seus assessores os termos do edital, o número de vagas, os cargos, os níveis de escolaridade e os salários.

Minha participação na Comissão do Concurso encerrou no dia da contratação da instituição para realização do processo seletivo. Junto com o Sinteac, ainda tentei reunir a comissão, mas não houve interesse por parte da prefeitura. Entendo eu que se houvesse um pouquinho de consideração e humildade por parte do administrador, ele teria feito o anúncio da publicação do Edital na presença da Comissão. Gratidão é qualidade de poucos. Mesmo assim me sinto feliz e com o dever cumprido até aonde pude participar. Agradeço a gentileza, a presteza e profissionalismo do Secretário Dilvo Bareta, pela forma de tratar as coisas de interesse público. Um cara que merece muitos elogios pela sua postura. Não posso dizer o mesmo do prefeito.

Isso tudo se deve à politicagem barata e doentia que tomou conta de grande parte dos membros da administração municipal. Grupos dentro da prefeitura querendo capitalizar as boas ações e atribuir aos "aliados" as ações que não dão certo.

Por essas razões que meu mandato vai estar sempre a serviço da população e eu vou continuar afirmando: "Quem tem que ter maioria na câmara é o povo e não o prefeito" 

JANAINA FURTADO

sábado, 19 de abril de 2014

PROJETO E REGULAMENTO DO FESTIVAL DE MÚSICA GOSPEL DE TARAUACÁ

reunião com representantes das igrejas
Objetivo: Realizar um festival de interpretação de música gospel no município de Tarauacá. 

Justificativa: As musicas com conteúdos religiosos estão a cada dia ganhando mais espaços nos grandes meios de comunicação, e consequentemente, na população. É sabido que no município de Tarauacá, especialmente nas igrejas, encontramos grandes cantores e cantoras que louvam a Deus através da arte musical. Basta você ir a um culto ou a uma missa para se certificar dessa realidade. Realizar um evento que possa reunir todos esses valores num só dia em um só lugar, para que os mesmos possam se apresentar publicamente é uma necessidade. Nosso projeto tem o objetivo de descobrir, revelar e divulgar os nossos artistas da música gospel, para o grande público. 

Metas

Realizar um encontro com os representantes das igrejas interessadas; 
Escolher uma comissão organizadora do evento, entre os membros das igrejas presentes; 
Escolher músicos componentes das bandas das igrejas para formar a banda base do festival, responsável pelos ensaios e apresentação final dos artistas; 
Definir espaço e horário dos ensaios; 
Definir os critérios de participação no festival Definir perfil do corpo de jurados;
Definir local e data para realização das inscrições dos participantes Definir local e data da realização final dos artistas; 
Desenvolver campanha de divulgação do evento, através dos meios e dos meios de comunicação disponível no município; 
Definir a premiação dos vencedores do festival; Criar a logo marca; Elaborar regimento do festival.

Orçamento: 
Equipamento de sonorização 
Equipamento de iluminação 
Técnico de som Técnico de iluminação 
Spots para rádio Carro de som 
Banner 
Cartazes 
Convites personalizados 
Apresentador 
Água Copo descartável 
Registro fotográfico 
Registro em áudio 
Registro vídeo 
Camisetas 
Web designer


reunião com representantes das igrejas
REGULAMENTO

1 - DO FESTIVAL

a) O Festival de Musica Gospel de Tarauacá é um evento exclusivo de arte e destina-se aos artistas cantores e cantoras das diversas igrejas, intérpretes da música cristã e pretende buscar a união de todos em prol do cumprimento da missão da igreja através da arte, criando oportunidades para os talentos da música evangélica local;
b) Busca incentivar a arte da música e promover integração dos artistas e membros de diferentes igrejas;

2 - DOS PARTICIPANTES:
a) Poderão participar do Festival, cantores, cantoras ou grupos de grupos de louvores, desde que inscritos regularmente dentro dos critérios estabelecidos por este regulamento e não haverá limite do numero de participantes;
b) Caso haja um número excessivo de participantes será realizada uma audição eliminatória, ficando apenas 15 (quinze) inscritos para a eliminatória final;
c) Cantores e cantoras menores de 18 anos deverão se apresentar com autorização de seus pais ou responsáveis devidamente fornecidas pelos órgãos de defesa dos direitos das crianças e adolescentes;
d) O festival não é de calouros e, portanto, destina-se aos artistas com certa experiência em apresentações pelo menos em suas igrejas;

3 - DAS INSCRIÇÕES:
a) As inscrições poderão ser realizadas no período de 21 a 30 de abril, das 8 às 17h no espaço do Ponto de Cultura de Tarauacá localizado ao lado da Rádio Comunitária Nova Era FM.
b) Poderão inscrever-se todos os cantores, cantoras ou grupos de louvores interessados em participar do evento preenchendo a ficha de inscrição que deverá ser cedida pela organização ou baixada pela internet.
c) No ato da inscrição o candidato ou candidata interessada deverá disponibilizar para a comissão uma cópia impressa da letra da canção que irá interpretar, bem como a identificação de seus autores e intérpretes e, ainda uma cópia em mídia PEN DRIVE (word) e outra em áudio (mp3);

4 - DOS INSTUMENTISTAS – BANDA BASE
1) A Comissão Organizadora do Festival disponibilizará um grupo de músicos instrumentistas para realizar os ensaios e também fazer uma prévia avaliação dos intérpretes sob sua condição de participação no festival;
2) Os ensaios serão realizados em local e horário a ser definido pela comissão;
3) Os artistas que dispõem de músicos instrumentistas e espaço alternativo para ensaios, poderão fazê-lo separadamente com prévia comunicação à comissão;

5 - DA COMISSÃO JULGADORA:
a) Os jurados serão escolhidos entre pessoas que tenham experiência e conhecimento em musicalidade;

b) As análises das músicas terão caráter técnico e serão avaliados os seguintes critérios com notas de 5 a 10:

A) Afinação
B) Ritmo
C) Interpretação
D) Timbre vocal
E) Dicção 

6 - CONSIDERAÇÕES GERAIS:
a) A Organização do Festival de Música Gospel será responsável pelo equipamento de som e organização do evento, bem como o fornecimento dos instrumentos musicais;
b) Os intérpretes cedem todos os direitos de reprodução e utilização de som e/ou imagens ao Festival como fonte de divulgação e promoção do evento. (o preenchimento da “carta de autorização/cessão de uso” é obrigatório);
c) A efetivação da inscrição pelos concorrentes no festival implicará na aceitação de todas as normas contidas neste regulamento;
d) A mesa de jurados poderá ser alterada, sem prévia comunicação, por profissionais da mesma categoria;
e) A eliminatória final será realizada em local e data a ser definida pela comissão organizadora do evento;
f) A decisão do corpo de jurados, por ocasião do evento, será soberana, não cabendo contestação à mesma;
g) Os casos omissos neste regulamento serão decididos pela Comissão Organizadora do Festival.

Promoção:
RÁDIO COMUNITÁRIA NOVA ERA FM E SINTEAC

Apoio:
GABINETE DA VEREADORA JANAINA FURTADO, IGREJAS DE TARAUACÁ, SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA, GALPÃO DE CULTURA E GOVERNO DO ACRE (SEDENS) 

sexta-feira, 18 de abril de 2014

JANAINA VEREADORA: O que significa a Páscoa?

A palavra Páscoa vem do hebraico pesah que traduzida para o grego será (páscoa), que significa passagem.

A Páscoa no Primeiro ou Antigo Testamento tem a finalidade de celebrar a passagem do Senhor Deus, que libertou o povo de Israel da escravidão do Egito. No seu aspecto histórico a Páscoa no AT é a festa que faz a memória da passagem de Deus no Egito para a libertação do povo. (Ex 12)

No aspecto agrícola anteriormente era a celebração do início da primavera, no primeiro mês da colheita da cevada, e que Israel adaptou, para a celebração da Páscoa, onde faziam pães sem fermento, conforme está em DT 16,3.

No aspecto pastoril era o sacrifício de um cordeiro cujo sangue era colocado na entrada das tendas dos pastores nômades para a proteção dos rebanhos. Israel também usou este rito para lembrar o dia em que no Egito, Israel precisou passar o sangue do cordeiro em suas portas para protegê-los da passagem do Senhor, como se encontra em Ex 12.

Quando o povo de Israel entra na terra de Canaã celebra a Páscoa em Guigal, conforme está no livro de Josué cap.5,10-11. A Páscoa que os nossos irmãos judeus realizam ainda hoje tem o sentido de fazer a memória da libertação do Povo do Egito, conforme se encontra em Dt 16,1-4 .

A Páscoa no Segundo ou Novo Testamento é a passagem da morte para a vida – é a Ressurreição de Jesus de Nazaré, que havia sido morto na cruz. É a vitória de Deus sobre tudo o que fere e mata a vida. Jesus faz a sua passagem da morte para a vida plena. A partir da Ressurreição de Jesus temos o convite de Deus para participar da vida eterna. Como a prisão de Jesus e sua posterior morte, ocorreram na época da celebração da Páscoa dos Judeus (cf. Mt 26,17-56; Mc 14,12-50; Lc 22,14-62 e Jo 13), a sua Ressurreição toma agora o significado de libertação da morte para a vida eterna. Está descrita nos evangelhos: Mt 28,1-8; Mc 16,1-8; Lc 24 e Jo 20.

Para nós cristãos, a Páscoa tem este significado, a Ressurreição de Jesus, a ressurreição para a vida plena, para a vida eterna, para uma nova vida de amor com Deus.

Muitas pessoas mesmo que ainda estejam vivas, enquanto não vivem no amor, na paz, na justiça e na alegria que Deus nos oferece, mas que preferem viver dominadas pelo ódio, pela mentira, pela vingança, pela injustiça e pelo desamor, estão mortas para Vida. E quando uma dessas pessoas percebe que Jesus lhes oferece uma nova vida de amor e a Ele aderem, e mudam totalmente de vida, fazem assim digamos uma ressurreição, como em Lc15,32.

http://www.abiblia.org/

terça-feira, 15 de abril de 2014

JANAINA FURTADO VEREADORA: BOA SEMANA SANTA À VOCÊS

Janaina Furtado

A “Semana Santa” surgiu já nos primórdios do cristianismo quando as comunidades cristãs em Jerusalém se reuniam, na Sexta-feira e no Sábado, mediante rigoroso jejum, recordando o sofrimento e a morte de Jesus, ou seja, rememorando “os dias em que nos foi tirado o esposo” (diebus in quibus ablatus est sponsus: Cf. Mt 9,15; Mc 2,20). Dessa forma, se preparavam para a festa da Páscoa, no Domingo, em que celebravam a memória da ressurreição de Jesus.

Posteriormente, a observância do jejum passou a ser praticada também na Quarta-feira para lembrar o dia em que oschefes judaicos decidiram prender Jesus, isto é, “porque nesse dia começaram a tramar a morte do Senhor” (propter initum a Iudaeis consilium de proditione Domini: Cf. Mc 3,6; 14,1-2; Lc 6,11; 19,47; 20,19a; 22,2).

Tudo isto ocorria mais fortemente em Jerusalém porque provavelmente ali permaneciam mais vivas as lembranças dos últimos dias de Jesus. Essas solenidades passaram a ser imitadas pelas Igrejas do Oriente e depois pelas Igrejas europeias. Esses dias eram também de descanso para todos os servos e escravos. Em algumas Igrejas em Jerusalém eram celebradas todas as noites vigílias solenes com orações e leituras bíblicas, e com a celebração da Eucaristia. Em meados do Século III, já se observava o jejum em todos os dias da Semana Santa.


A importância da Semana que antecede a festa da Páscoa está evidenciada claramente através dos diversos nomes dados a essa época litúrgica ao longo dos primeiros séculos: “Hebdomada Paschalis”(Semana da Páscoa); “Hebdomada Authentica” (Semana “sem comparação” ou que “tem uma importância toda sua, em si e por si mesma”); “Hebdomada Maior” (Semana Maior); e, por fim, “Hebdomada Sancta” (Semana Santa). As cerimônias litúrgicas particulares da Semana Santa começaram a desenvolver-se a partir do século IV. Resumidamente, a Semana Santa assim se desdobra:

I. Domingo de Ramos e Paixão do Senhor.

Inicialmente, esse Domingo chamava-se Capitulavium (lavação das cabeças), porque nesse dia, os que seriam batizados no Sábado seguinte, particip avam de uma cerimônia preparatória, quando suas cabeças eram solenemente lavadas. Esse Domingo é marcado pela procissão de ramos, que começou a ser feita em Jerusalém, no século IV, para relembrar a entrada solene de Jesus, aclamado co mo Messias. Começava às treze horas, no Monte das Oliveiras. Não se tratava apenas de relembrar um fato do passado, mas de dar um testemunho público de fé em Jesus como o verdadeiro Rei e Salvador enviado. A partir daí, no correr da semana, precisamente na Quinta-feira, inicia-se o “Tríduo Pascal”.

II. Tríduo Pascal

A. Quinta-feira Santa.

Por volta do Século V, chamava-se “Feria quinta in Coena Domini” (Quinta-feira da Ceia do Senhor). Em alguns lugares chamava-se “Dia da Traição”. Costumava-se chamar também de Quinta-feira de “Endoenças”(corruptela popular do latim: indulgêntia: in-dulgências, daí: endoenças), o dia do perdão, do indulto, da expiação dos pecados, da clemência. No século VI, iniciou-se o costume de fazer neste dia a “bênção dos óleos”, a serem usados nos Sacramentos do Batismo, da Crisma e da Unção dos Enfermos. Nessa Missa dos Santos Óleos, celebra-se a instituição do Sacramento da Ordem.


A Quinta-feira Santa é marcada pela instituição da Eucaristia, a “Ceia do Senhor”, simbolizada pelo amor serviçal (o lava-pés). Desde o século VI, a cerimônia do “lava-pés” procura reproduzir ritualmente o gesto de Jesus que lavou os pés de seus discípulos, como prova de amor e disposição para servir. O lava-pés era chamado também de Mandatum, para recordar o “mandamento novo” de Jesus. Em Roma, o papa lavava os pés de treze pobres, aos quais tinha servido uma ceia. Para o papa Gregório I, conhecido como Gregório Magno (590-604), este 13º pobre seria o próprio Cristo disfarçado de mendigo.

Atualmente, logo após a Eucaristia, o altar é deixado sem nenhuma toalha. Com este gesto simbólico, recordamos a desnudação de Cristo antes de sua crucifixão. Além disso, o Santíssimo é transladado para um lugar preparado à parte, a fim de levar os fiéis a fazerem algum momento de adoração, de vigília, meditando a hora difícil de Jesus no Jardim das Oliveiras e de oração por todos os que atualmente sofrem, pois neles, Jesus continua sofrendo.

B. Sexta-feira Santa.

Inicialmente, este dia chamava-se “Paraskeve” (do grego: paraskeué: preparação; por extensão: “véspera do sábado”, sexta-feira). Segundo o evangelista João, é nesse dia que Jesus foi crucificado: “Os judeus temeram que os corpos ficassem na cruz durante o sábado, porque já era a Preparação e esse sábado era particularmente solene. Rogaram a Pilatos que se lhes quebrassem as pernas e fossem retirados” (Jo 19,31). Tertuliano (155-222), um dos mais importantes escritores eclesiásticos da antiguidade, deu-lhe o nome de “Dies Paschae” (Dia da Páscoa). Santo Ambrósio (340-397) chamava a Sexta-feira de “Dies amaritudinis” (Dia do amargor, da tristeza), por ser o grande dia de luto para a Igreja. Ainda hoje, também é chamada de Sexta-feira Maior.

A liturgia deste dia é composta de três partes:

a) Liturgia da Palavra.

A liturgia começa directamente com leituras dos profetas, cantos e a leitura dialogada da Paixão. Em seguida, a Oração Universal, apresentando as necessidades da Igreja e do mundo. A tradição dessas orações, abandonada no século VI, foi retomada pela nova liturgia depois do Concílio Vaticano II, que acabou introduzindo em todas as Missas as assim chamadas “Oração dos fiéis” ou “Oração da assembleia”.

b) Adoração da Cruz.

Quanto a isso, é preciso antes esclarecer: a palavra “adoração” significa apenas “veneração solene”. Adoração, no sentido próprio, pode ser prestada só a Deus. A cerimônia da Adoração da Cruz, teve origem em Jerusalém, no século IV, depois que Constantino encontrou as relíquias da Cruz do Salvador. Aos poucos, a cerimônia foi sendo adoptada também por outras cidades onde havia relíquias da Cruz. Mais tarde, foi assumida por toda a Igreja. Prestando uma veneração especial à Cruz ou ao Crucifixo, manifestamos nossa fé no Cristo Redentor, que nos salvou por sua morte. Adorando a cruz, é ao Cristo que de fato devemos adorar, reconhecendo nele o Filho de Deus encarnado e oferecido em sacrifício por amor a nós. Portanto, o sentido desta “adoração” é contemplar Jesus que, morto na cruz, ascendeu dela.

c) Rito da Comunhão.

Desde os primórdios, não foi costume celebrar a Missa na Sexta-feira Santa. A razão é que assim a Igreja manifesta seu luto pela morte do Salvador. Até o século VIII não havia nem mesmo a comunhão, que só aos poucos foi introduzida na liturgia do dia. Em 1622, foi proibida a comunhão dos fiéis. Isso continuou até recentemente, quando foi reintroduzida, após o Concílio Vaticano II. É bom lembrar que neste dia não se consagram as hóstias, pois já foram consagradas na Quinta-feira Santa.

C. Sábado Santo – Vigília Pascal.

Para a Vigília Pascal convergem todas as celebrações da Semana Santa bem como de todo o Ano Litúrgico. Na Vigília Pascal recordamos a grande noite de vigília do povo hebreu no Egipto, aguardando a hora da libertação da escravidão do Egipto, ou seja, relembramos a Páscoa (do hebraico: pessach: passagem) judaica (Cf. Ex 12). E nela celebramos a nossa própria redenção pelo mistério da Ressurreição de Cristo. Na Ressurreição de Jesus realiza-se a grande Páscoa cristã, isto é, a Passagem da morte para a vida; do estado de perdição para o estado de salvação. É a vitória final de Deus, em Cristo, sobre o pecado, o mal e a própria morte. Cumpriu-se, assim, o que João Baptista dissera acerca de Cristo: “No dia seguinte, João viu a Jesus que se aproximava dele. E disse: ‘Eis o Cordeiro de Deus, aquele que tira o pecado do mundo’” (Jo 1,29). Jesus é agora o novo Cordeiro Pascal, segundo o autor do Sermão aos Hebreus: “ele se manifestou uma vez por todas no fim dos tempos, para abolir o pecado pelo sacrifício de si mesmo” (Hb 9,26). No âmbito espiritual, nos apropriamos da graça desta “passagem” pelo Baptismo. Por isso, a “liturgia baptismal” tem aqui um lugar destacante.

A Vigília Pascal, que para Santo Agostinho (354-430) é “a mãe de todas as Vigílias”, é uma soleníssima celebração, muito rica de símbolos universais e de símbolos particulares: as trevas, o fogo, a luz, a água, o círio pascal, a cor alegre dos paramentos, as músicas. A celebração articula quatro partes e conclui com a Procissão da Ressurreição:


a) Celebração da Luz.

Essa cerimônia começou a ser realizada de modo mais abrangente só a partir do século IX. Inicia-se com a “bênção do fogo”, feita no pátio, à entrada da igreja. Antigamente, acendia-se o fogo, usando pedras friccionadas, já que na Quinta-feira, tinham sido apagadas todas as luzes da igreja. Isso constava no próprio ritual antigo da bênção do fogo “O Cristo é a pedra usada por Deus para acender em nós o fogo da claridade divina”. Para os antigos, esse simbolismo do Cristo que ilumina, aquece e é centro de vida, era mais significativo. Porque, na Sexta-feira Santa, costumava-se apagar o fogão e todas as luzes das casas. Era no “fogo novo” que cada família acendia uma lâmpada para levar para casa e acender tudo novamente.

Com Cristo Ressuscitado, definitivamente a “Luz brilha nas trevas” (Jo 1,5). Recordamos aqui as palavras do próprio Jesus: “Eu sou a luz do mundo. Quem me segue não andará nas trevas, mas terá a luz da vida”(Jo 8,12). Jesus Ressuscitado garante que “a vida é a luz dos seres humanos” (Jo 1,4b). Assim, o Círio pascal, que simboliza o Ressuscitado, é bento, aceso no “fogo novo” e conduzido em procissão para dentro da Igreja ainda às escuras, cantando por três vezes: Eis a luz de Cristo! Em seguida, é colocado fixo diante da assembleia. Os participantes são convidados a acenderem as suas velas, imitando aqueles servos de que fala o Evangelho (Lc 12,35-40), os quais esperam, vigilantes, “com as lâmpadas acesas”, o seu Senhor que os fará sentar à sua mesa. Esta parte se encerra cantando a “Proclamação da Páscoa” (Precônio Pascal), o Exulte (do latim Exultet), anunciando solenemente a vitória de Cristo. Não se sabe com certeza quando começou essa tradição litúrgica. Mas por volta do ano 384, já são encontradas referências a ela.

b) Liturgia da Palavra.

Neste momento, são narrados os gestos maravilhosos que Deus realizou em favor do povo ao longo da história da humanidade, desde a Criação do mundo até o grande ato da “Nova Criação” conferida pela ressurreição de Cristo, início e primícias de um mundo novo. É uma verdadeira “passeada” pela Escritura e pelo Novo Testamento. Para nós, tudo isso é motivo de júbilo e de ação de graças. Ao cântico solene do Glória, pouco antes da proclamação do Evangelho, a Igreja escurecida torna-se, de repente, uma explosão de luz. Toda a assembleia canta alegre e vibrante, ao som dos instrumentos musicais e até do sino. Note-se que as várias leituras bíblicas são intercaladas por orações e aclamações, a última das quais é o canto do Aleluia pascal(do hebraico: hallelu-yah: louvem a Javé, adorem a Javé).

c) Liturgia Baptismal.

Se há batismo, entoa-se a “Ladainha” (do grego:litanéia: oração pública; e do latim: litania: oração breve e insistente, pedir insistentemente) dos Santos. O Cristianismo herdou da liturgia das sinagogas esta forma de rezar, repetindo a mesma frase várias vezes como se vê na Escritura (Cf. 1Rs 18,39; Sl 136/135; 148; 150; Dn 3,52-90). A “Ladainha dos Santos” surgiu da “Oração dos fieis” (Séc. III), que constava duma lista de nomes de Santos, cuja memória era invocada por quem presidia a Missa. No início eram reverenciados os nomes de mártires, sobretudo os que testemunharam a fé em Roma. Com o tempo, a lista dos santos foi ampliada, tomando caráter de universalidade. A seguir, realiza-se a “bênção da água batismal”. O presidente da celebração mergulha o Círio pascal na água benta, para indicar que fomos sepultados na morte com Cristo e com ele ressuscitamos para a vida. Seguindo a bênção da água, passa-se para a “renovação das promessas do batismo”. Nos primeiros séculos da Igreja, era no Sábado Santo que se fazia o Batismo dos que, durante um bom tempo, tinham sido preparados para a admissão na comunidade. Os que já tinham abraçado a fé cristã, mas ainda estavam recebendo a catequese (do grego katechéou: derramar, verter para dentro de), chamavam-se catecúmenos (do grego kataskeuazómenoi: os iniciandos). Nessa noite de Vigília, eles recebiam as últimas instruções e ouviam com a comunidade leituras da Escritura, apropriadas para a circunstância. Para o Batismo, a água era abundantemente derramada sobre a cabeça dos novatos (do grego neófitos: novas plantas; daí: iniciantes, novos, imaturos). Assim, se há batizandos, realiza-se o Sacramento do Batismo. E mesmo havendo batismo, é muito significativa a aspersão da água benta sobre toda a assembleia.

d) Liturgia Eucarística.

Trata-se de uma celebração festiva, pois já se comemora a vitória sobre a morte: Jesus Ressuscitou! O Santíssimo que havia sido transladado pra um lugar preparado à parte, na Quinta-feira Santa, agora é trazido de volta para Tabernáculo na Igreja. Alimentando-nos do pão eucarístico que é Jesus, realimentamos as nossas forças e o nosso compromisso com a vida. Em muitos lugares, logo após a Celebração, o Santíssimo Sacramento é preparado para uma pequena procissão. De volta ao altar-mor, o presidente da Celebração abençoa todos os fiéis enquanto se canta o “Rainha dos Céus, alegrai-vos” (Regina Coeli, laetare), como se fosse um “parabéns” àquela que de “Senhora das Dores” transformou-se em “Senhora da Alegria”.

Ainda no que se refere ao “Tríduo Pascal”, é bom lembrar que não são três celebrações isoladas, ou três Missas, como a maioria das pessoas pensam e dizem. Notemos que a Celebração da Quinta-feira Santa começa com os “Ritos iniciais” e não conclui com os “Ritos finais”, mas apenas com a “Oração depois da comunhão” e com a “Transladação do Santíssimo”. A Celebração da Sexta-feira Santa, por sua vez, não é começada com os “Ritos iniciais” e nem terminada com os “Ritos finais”, mas apenas com a “Oração sobre o povo”, pois a Missa que começou na Quinta-feira, ainda continua. E no Sábado Santo, a Celebração também não começa com os “Ritos iniciais”, pois ainda é parte da Missa que deu início na Quinta-feira Santa. Aí, sim, concluída a Celebração da Vigília Pascal, o presidente da Missa encerra o “Tríduo Pascal” com os “Ritos finais”. Podemos assim dizer que o “Tríduo Pascal” é uma grande Missa, uma “Missona”. O que a Igreja realiza de modo mais longo no “Tríduo Pascal”, é realizado de modo mais breve nos Domingos comuns. Portanto, não é interessante “quebrar” a sequência desta única Celebração pascal.


Fonte: http://enscaico.blogspot.com

domingo, 13 de abril de 2014

JANAINA FURTADO VEREADORA: FESTIVAL DE MÚSICA GOSPEL EM TARAUACÁ

Uma reunião com os representantes das nossas igrejas para apresentação do projeto que elaboramos para a realização de um festival de interpretação de música gospel no município de Tarauacá. 
As musicas com conteúdos religiosos estão a cada dia ganhando mais espaços nos grandes meios de comunicação, e consequentemente, na população.

 É sabido que no município de Tarauacá, especialmente nas igrejas, encontramos grandes cantores e cantoras que louvam a Deus através da arte musical. 
Basta você ir a um culto ou a uma missa para se certificar dessa realidade. Realizar um evento que possa reunir todos esses valores num só dia em um só lugar, para que os mesmos possam se apresentar publicamente é uma necessidade. 
Nosso projeto tem o objetivo de descobrir, revelar e divulgar os nossos artistas da música gospel, para o grande público.
Nesta segunda feira, 14 de abril, acontecerá um novo encontro com os representantes das igrejas para darmos continuidade ao projeto.

JANAINA FURTADO

sábado, 12 de abril de 2014

JANAINA FURTADO VEREADORA: Ação Global em Tarauacá

No próximo dia 26 de abril o SESI realiza em parceria com a Rede Globo, mais uma AÇÃO GLOBAL, na Escola José Augusto de Araújo – Centro. Será das 8h da manhã até às 5 horas da tarde. 

Este é o maior evento de Cidadania do Brasil, compareça e leve sua família e amigos para utilizar GRATUITAMENTE os serviços que serão oferecidos tais como Emissão de documentos, regularização de CPF, carteira de identidade, carteira de trabalho, corte de cabelo, consultas médicas, exames laboratoriais, torneios de artes marciais, dança, show com artistas locais e muito mais, não perca é dia 26 de abril AÇÃO GLOBAL na Escola José Augusto de Araújo – centro, de 8h da manhã até as 5 horas da tarde.

AÇÃO GLOBAL – O MAIOR EVENTO DE CIDADANIA DO BRASIL

sexta-feira, 11 de abril de 2014

JANAINA FURTADO VEREADORA: SESSÃO DE QUARTA FEIRA

Janaina Furtado - foto/Assessoria de Comunicação CMT
SESSÃO DE QUARTA FEIRA - A Vereadora Janaína Furtado demonstrou-se desestimulada como parlamentar por sentir a população resignada. A Vereadora foi pessoalmente nas escolas e disse que os problemas continuam. Problema com os ônibus escolares, crianças bebendo água na torneira são alguns que ela acha inadmissível. A escola Valdina Torquato está sendo abastecida de água pelo SINTEAC através do gestor. Disse que há uma perseguição política entre os dois partidos que detém o governo e que se senti envergonhada e indignada quanto a essa situação e que quem sai prejudicado com isso é o município. Janaína Furtado ainda falou que já apareceu outro problema no concurso seletivo.

VEJA MAIS AQUI

quinta-feira, 10 de abril de 2014

JANAINA FURTADO VEREADORA: QUASE TRÊS MIL INSCRITOS NO CONCURSO DA PREFEITURA - INSCRIÇÕES ENCERRADAS

Inscrições - Encerrou-se, na última segunda-feira, 07, o prazo final para inscrições no Concurso Público Efetivo do Municipal de Tarauacá. 

Inscritos - Dados fornecidos pela assessoria de comunicação da prefeitura dão conta de que 2.750(duas mil, setecentos e cinquenta) pessoas se inscreveram para disputar uma das vagas. 

As provas serão aplicadas pela Fundação de Apoio e Desenvolvimento ao Ensino, Pesquisa e Extensão Universitária no Acre – FUNDAPE, no próximo dia 27 de abril. Ainda serão fornecidas as informações sobre os locais e os horários das provas.

O concurso visa o provimento de 150 vagas, distribuídas para as Secretarias de Administração e Educação. O grau da instrução para a prova é desde o ensino fundamental incompleto, médio e superior. Os salários variam entre R$ 725,33 e R$ 1.924,71.

A seleção para os cargos compreenderá o exame de conhecimentos, mediante a aplicação de provas de múltipla escolha (objetivas) para todos os cargos. Administração e educação, são as secretarias contempladas.

Não Há Vagas Para a Saúde - Sobre a não oferta de vagas para a Secretaria Municipal de Saúde, a administração diz que o problema é a falta de dinheiro, pois, o valor orçado com esta oferta de vagas passaria da casa dos R$ 200.000,00, o que está além das condições financeiras do município. No entanto, o valor orçado sem a oferta de vagas para a Saúde ficaria dentro do valor de R$ 94.000,00, o que fica dentro das condições financeiras da prefeitura.

Do Blog do Accioly
Com informações da Assecom

JANAINA FURTADO VEREADORA: NO PARLAMENTO

SESSÃO ORDINÁRIA DO DIA 08/04/2014
A Vereadora Janaína Furtado fez um discurso de indignação dizendo também ter sido procurada pelas mulheres que fizeram o concurso seletivo da Creche. Disse que no Edital está tudo muito explicado e que pessoas que fizeram parte da Comissão são pessoas responsáveis como o Vereador Marlindo, mas, infelizmente não cumprem o que reza o edital. Por último, disse que, infelizmente, o Prefeito está se perdendo no meio do percurso, e que cabe à "casa" intervir para que a população não sofra com os erros.

Leia mais AQUI

quarta-feira, 9 de abril de 2014

JANAINA FURTADO VEREADORA: PREFEITURA TENTA SUBSTITUIR SERVIDORES CONCURSADOS POR TERCEIRIZADOS

Elas não foram chamadas, mesmo sendo classificadas.
Eu e outros colegas vereadores fomos procurados no início da semana por algumas pessoas que haviam sido classificadas num processo seletivo realizado pela prefeitura para trabalharem na Creche Municipal como cuidadores de crianças. O Edital garantia 15 vagas além do cadastro de reserva. 

Acontece que a prefeitura convocou apenas 10 classificados, deixando os outros 5 de fora e, ainda, os substituindo por funcionários terceirizados. Informações colhidas dão conta de que foi o próprio prefeito do município que mandou contratar apenas 10 servidores.

reunião interna dos vereadores 
Na sessão de ontem da Câmara de Vereadores esse assunto foi tratado no plenário da casa, inclusive com posicionamentos fortes de alguns parlamentares contrários a essa medida do prefeito Rodrigo. O presidente Manoel Monteiro estava indignado com essa medida. 

Depois a sessão foi suspensa para a realização de uma reunião interna onde os vereadores deram garantias de que as pessoas classificadas iriam assumir suas funções.

Meu posicionamento foi de indignação pela falta de respeito da administração municipal com as pessoas foram aprovadas no concurso. Nada contra os trabalhadores terceirizados, porém, o correto é chamar os aprovados. Por isso realizaram o concurso. Busquei as informações e me certifiquei das suspeitas dessa ação desrespeitosa à quem prestou concurso. 

A lição que se tira daí é que a terceirização de trabalhadores para prestarem serviços na prefeitura pode estar sendo utilizada para indicação de pessoas pensando no ano eleitoral. Isso pode render votos e também processos por crimes eleitorais. Vamos ficar de olho.


JANAINA VEREADORA